Perguntas Frequentes

Group ()

Os carros elétricos podem ser divididos em 4 classificações:

 

  1. BEVs (Battery Electric Vehicles): são carros 100% elétricos, ou seja, que possuem apenas o motor elétrico como a fonte de potência. Eles são de ZERO emissão de gases poluentes durante a viagem. Por exemplo: Volvo XC40 Recharge, BYD Tan, Porshe Taycan, BMW i3, Tesla, etc.

 

  1. PHEVs (Plug-in Hybrid Electric Vehicles): são carros híbridos que possuem tanto o motor elétrico quanto o motor de combustão. A diferença destes com os carros híbridos regulares (HEVs) está na forma de carregamento da bateria. Os PHEVs são ligados com uma fonte elétrica externa que carrega a bateria do carro. Além disso, a bateria geralmente possui capacidades maiores, o que proporciona mais autonomias no modo EV e menos emissão de gases poluentes. Por exemplo: Caoa Chery Tiggo 8 Pro, Range Rover, Jeep Compass 4xe, etc.



  1. HEVs (Hybrid Electric Vehicles): são carros híbridos regulares que possuem tanto o motor elétrico quanto o motor de combustão. Porém o carregamento da bateria do carro ocorre através da combustão interno de combustíveis fósseis no motor, que inevitavelmente emitem gases poluentes. Por outro lado, possuem uma autonomia de quilometragem muito maior que os carros convencionais de pura combustão. Por exemplo: Toyota Corolla, Honda Civic, Toyota RAV4, etc.

 

  1. FCEVs (Fuel Cell Electric Vehicles): são carros movidos a processos eletroquímicos que converte hidrogênio em eletricidade sem combustão. São carros sem emissão de gases poluentes. Por exemplo: Toyota Mirai, Hyundai Nexo, etc.

O carregamento de EVs podem ser classificados em 3 tipos: Corrente alternada, Corrente continua e Indução magnética.

 

  1. Carregamento corrente alternada (AC): O processo se alimenta da malha elétrica, e através do conversor acoplado na estrutura no próprio veículo, transforma a corrente alternada fornecida pela malha para corrente contínua que carrega a bateria do carro.

 

  1. Carregamento corrente contínua (DC): Ao invés de transformar a corrente alternada para a contínua dentro do veículo, o processo ocorre fora do veículo. Assim, a estação de carregamento desempenha a função de conversor, retificando e estabilizando as cargas para ligar diretamente na bateria do carro.

 

  1. Carregamento indução magnética: trata-se de carregamento “sem fio”, é uma tecnologia que ainda está em aprimoramento. O fluxo eletromagnético formado entre o veiculo e a base de carregamento que será responsável por carregar a bateria do carro.

O tempo de recarga varia de acordo com vários fatores como voltagem, amperagem, temperatura, umidade, autonomia de bateria, tipo de rede elétrica e etc..

 

Em grosso modo, podemos resumir na relação a seguir:

 

Tempo de carregamento (h) = Capacidade de Bateria (kWh) /Potência nominal do equipamento (kW)

 

Por exemplo:

 

Para carregar o Volvo XC40 Recharge, que tem uma bateria de 67kWh, com o Evowatt 7kW, será necessário 67kWh / 7kW = 9,6 horas. 

 

Já para a situação usando o Evowatt 60kW para carregar o mesmo veículo, será necessário 67kWh / 60kW = 1,1 horas.

 

Vale ressaltar que esse tempo é apenas um tempo estimado, pois não estão inclusos outros fatores que poderiam aumentar ou reduzir a duração de carregamento.

Detalhes completos no link.

Atualmente são 8 tipos de padrões de plugues existentes no mercado, que também são divididos entre eles o carregador de corrente alternada (AC) e corrente contínua (DC):

 

  1. Carregador Tipo 1 (SAE J1772): é um padrão muito utilizado nos Estados Unidos, Canadá e Japão.

 

  1. Carregador CCS Tipo 1 (Combined Charging System 1): é uma variação do tipo 1 (SAE J1772) de carregamento rápido utilizando a corrente contínua.

 

  1. Carregador Tipo 2 (IEC 62196): é um padrão muito utilizado na Europa. E seu respectivo carregador de corrente contínua, chamado de CCS2.

 

  1. Carregador CCS Tipo 2 (Combined Charging System 2): é uma variação do tipo 2 (IEC 62196) de carregamento rápido utilizando a corrente contínua.

 

  1. Carregador GB/T (GB/T20234): é um padrão utilizado pela China, o país mais desenvolvido na área de eletromobilidade. O padrão é similar com o Tipo 2, trocando de plugue fêmea por plugue macho. 

 

  1. Carregador GB/T (GB/T20234): O padrão chinês de carregamento rápido.

 

  1. Carregador CHAdeMO: é um padrão de carregamento em corrente contínua utilizado pelo Japão. 

 

  1. Carregador Tesla: é um padrão especial desenvolvido pela marca de carro elétrico Tesla. Porém, atualmente muitos carros da Tesla também levam em conjunto os outros padrões de carregadores.

Detalhes completos no link.

Detalhes completos no link.

Eletromobilidade em expansão

Com o crescimento acelerado em carros elétricos vendidos, não estamos mais distantes do futuro da eletromobilidade. Para isso, necessitamos os melhores suportes para receber essa mudança histórica, oferecendo as infraestruturas com qualidade e eficiência compatível.

Assim, nasceu a Evowatt, empresa tecnológica que desenvolve soluções de carregamento personalizado com mais inteligência, mais eficiência e mais segurança.

Blog

Confira as nossas publicações e artigos reunindo as expertises e novidades do mercado!

Receba novidades no seu email